Monthly Archives: October 2017

ANCINE ANUNCIA MEDIDAS DE APOIO ÀS FILM COMMISSIONS EM WORKSHOP DA REBRAFIC

1) a validação das film commissions existentes no país a traves de um mapeamento observando uma grade de critérios, para que então a Ancine realize a divulgação do trabalho de cada film commission direcionada às produções estrangeiras, e 2) a destinação de recursos para a capacitação pelas novas regras da linha de Arranjos Financeiros Estaduais e Regionais da FSA.

Além da diretora-presidente em exercício da Ancine, a mesa-redonda contou com representantes do BNDES – Banco Nacional do Desenvolvimento, da Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura e do STIC – Sindicato Interestadual dos Trabalhadores na Indústria Cinematográfica e do Audiovisual

IMG_6558

Da esquerda para a direira: Tânia Pinta (Rio Film Commission), Steve Solot (REBRAFIC), Debora Ivanov (Ancine) e Tammy Weiss (São Paulo Film Commission)

Debora Ivanov, diretora-presidente em exercício da Ancine, exaltou o trabalho da REBRAFIC: “Por estímulo da REBRAFIC, estamos pensando em ações que possam contribuir para o crescimento das film commissions“. Segundo Ivanov, uma destas ações é a validação das film commissions existentes no país. Para tanto, será feito o mapeamento dos escritórios de apoio observando uma grade de critérios, para que então a Ancine realize a divulgação do trabalho de cada film commission direcionada às produções estrangeiras que visem ser desenvolvidas no Brasil.

Luciane Gorgulho, chefe de Departamento da Economia da Cultura do BNDES, afirmou que as film commissions otimizam o potencial econômico da cadeia produtiva da cultura, pois auxiliam o desenvolvimento orgânico nacional e regional, auxiliam a regulação e desburocratização da atividade audiovisual e incrementam a geração de receitas e postos de trabalho.

BNDES

Apresentação de Luciane Gorgulho (BNDES)

Para a Secretaria do Audiovisual, representada por Ana Paula Sylvestre, é priomordial a identificação de polos promissores para a instalação de film commissions, levando em conta as oportunidades de desenvolvimento econômico regional.

O presidente do STIC, Luiz Antonio Gerace, enalteceu o papel das film comissions de promover o intercâmbio e diálogo entre profissionais locais e demais agentes da indústria criativa.

Sav e STIV

Luiz Antonio Gerace (STIC) e Ana Paula Sylvestre (SAv)

Depois da mesa-redonda, Steve Solot, Diretor Executivo da REBRAFIC, apresentou os objetivos e benefícios da REBRAFIC, seguido pela apresentação de Denise Forini, representante do Sebrae Nacional, que destacou que as film commissions promovem a sustentabilidade dos empreendimentos audiovisuais, a integração com o turismo e o auxílio na interface com o poder público.

steve2

Steve Solot, diretor executivo da REBRAFIC.

sebrae

Denise Forin, representante do Sebrae Nacional

Na parte da tarde, a mesa-redonda “Experiências de Film Commissions no Brasil” ouviu os depoimentos de Leonardo Randolfo (Presidente da Film Commission de Petrópolis), Tammy Weiss (Coordenadora da São Paulo Film Commission – Spcine), Roberto Monzo (Diretor Executivo do Pólo Audiovisual de Barra do Piraí – RJ), André Felipe Gevaerd Neves (Diretor da Rede Catarinense de Film Commissions – RECAFIC e diretor administrativo-financeiro da REBRAFIC) e Giovana Arduíno (Representante da Ribeirão Preto Film Commission).

Tammy e Pandolfo

Tammy Weiss (São Paulo Film Commission) e Leonardo Pandolfo (Film Commission de Petrópolis)

Pandolfo apresentou um panorama dos desafios de uma film commission recém implantada, enquanto Weiss apresentou os resultados da film commission paulistana, em operação há um ano e 4 meses: foram atendidas 1.258 produções nacionais e internacionais. Gevaerd falou sobre as articulações necessárias para a atividade plena de uma film commission, seguido pelo Arduíno, que expôs os fatores prósperos do escritório de apoio de Ribeirão Preto. Já Monzo, relatou os 8 anos de trabalho em torno do Polo Audiovisual de Barra do Piraí, que conta com um festival de cinema estudantil realizado anualmente.

recafic ribeirao monzo

André Felipe Gevaerd Neves (Diretor da Rede Catarinense de Film Commissions – RECAFIC e diretor administrativo-financeiro da REBRAFIC), Giovana Arduíno (Representante da Ribeirão Preto Film Commission) e Roberto Monzo (Diretor Executivo do Pólo Audiovisual de Barra do Piraí – RJ).

Marcia Pessoa, Gerente de Turismo e Incentivo do Rio Convention & Visitors Bureau, apresentou o plano de trabalho em execução no município do Rio de Janeiro e enfatizou os benefícios gerados pelo turismo cinematográfico. Em seguida, Tânia Pinta, coordenadora da Rio Film Commission, explicou os pontos básicos do atendimento das film commissions a uma produção.

Marcia pessoa

Marcia Pessoa, do Rio Conventions & Visitors Bureau

Tp

Tânia Pinta, Coordenadora da Rio Film Commission

A última apresentação do workshop foi conduzida por Julio Uchôa, experiente produtor responsável pelo longa-metragem ‘SOS – Mulheres ao Mar 2’, que relatou sua experiência de parceria com uma film commission estrangeira.

julio uchoa

Julio Uchôa, produtor.

O evento, realizado no Hotel Royal Tulip Rio São Conrado, contou com 200 inscritos e foi encerrado com a entrega de certificados aos participantes.